sábado, 22 de setembro de 2012

Fui e Gostei

   Há uns tempos a D. fez um post a falar sobre a "A Padaria Portuguesa" e de como tinha gostado desta nova casa lisboeta. Ontem fui lá eu pela primeira vez e venho confirmar tudo o que ela disse.
    Eu e o amorlindo fomos a um concerto do "MEO OUT JAZZ" desta vez no elevador da Glória mas dele vou falar daqui a pouco e como não consigo apreciar nada sem estar nos meus conformes, passando claro, por estar bem alimentada, resolvemos ir à Padaria Portuguesa da Praça Camões que dava mesmo em caminho, tomar um reconfortante lanche para assistir a um concerto em todo o seu primor.
   A "Padaria" é toda anos 80: a decoração, a música de fundo (Heróis do Mar*, por exemplo), a farda dos empregados, tudo está estudado ao pormenor. Já a algum tempo que andava para ir conhecer a dita padaria, não fosse ela, do José Diogo Quintela, um dos queridos gatinhos fedorentos de quem sou uma fã acérrima!**
  A comida?! Hummm deliciosa! E tem umas promoções igualmente apetitosas! Existe uma que é a do pequeno almoço que inclui: um chá, uma torrada e um bolo, tudo por 2,50euros. Este menu repete-se à tarde e toma o nome de Lanche, pois está claro!
   Dois menus Lanche pedidos, servidos por um empregado meio doido, que cantava, pulava e eu sei lá! Lá trouxemos os ditos cujos com um aspecto muito saboroso.
 Entre os numerosos tipos de chá que há à escolha, eu escolhi o de frutos vermelhos (absolutamente delicioso) e a cara-metade escolheu o chá verde; a acompanhar uma torrada enorme quentinha e barrada por kilos de manteiga- entenda-se - uma torrada daquelas de comer e chorar por mais! O bolo é à nossa escolha e já que não comemos bolas de berlim na praia, viemos come-las à cidade e estavam bem boas!
   Fiquei fã desta padaria à moda portuguesa, e pelo que sei, este conceito têm ganho imenso sucesso, tanto que há varias padarias espalhadas pela cidade. Tenho que lá voltar, sem dúvida, mas desta vez a outra... Primeiro para conhecer as várias já existentes e depois porque esta padaria da praça de Camões só tem um aspecto negativo a apontar: o cheiro! Pelo que o empregado disse, o cheiro a esgotos tem a ver com um problema qualquer da zona, mas não deixa de ser muito incomodativo para quem está a saborear tamanhas delicias.
    Depois o concerto. Foi um concerto de saxofone a solo, bastante agradável e animado no Elevador da Glória com o eléctricoa subir e a descer, dando um toque lisboeta à musica estrangeira que soava no ar. O músico era simpático e um verdadeiro super-homem, porque tocar músicas que habitualmente são tocadas por uma banda com diversos instrumentos musicais e apoio vocal, sozinho não é para qualquer um! Principalmente quando se toca num instrumento complexo e de sopro, que exige uma boa caixa torácica!  Foi cerca de uma hora e meia, de boa música ao som elegante do saxofone, e ao lado de um futuro saxofonista, quem sabe, com quem tenho o prazer e a exclusividade de tocar músicas só para mim, ah pois é!
    E foi assim o meu fim de tarde de ontem, depois de uma sexta-feira com uma aula de meia hora, nada como aproveitar um dia mais descontraído ao lado do namorado mais belo e fofinho do Mundo, o meu.

   E deixo-vos a sugestão: Aproveitem bem tudo o que a agenda cultural tem para nos oferecer, a começar pelos concertos! Está rica, rica de bons momentos de entretenimento numa cidade bela e única como Lisboa! Olhem que não é para todos!





   * Gosto tanto desta banda! "Paixão, paixão, não vais fugir de mim, serás Paixããão até ao fim!"
** Sou viciada no "Gato Fedorento", tanto que tenho todos os DVDS e sou capaz de os ver domingos inteiros com a mesma intensidade como se os tivesse a ver pela primeira vez! Adoro-os!

3 comentários:

André Correia disse...

Foram muito positivas as iniciativas de encher Lisboa de música aos fins-de-semana . O ambiente é excelente, e a música bastante agradável !

Quanto à visita à padaria portuguesa, aproveito ainda para aconselhar os pães-de-deus ;)

D. à conversa disse...

Lisboa está com outra beleza por nestes meses andar tão animada! :)

Aii o pão-de-deus =O nhaminhami

M. à conversa disse...

Eu já provei os pãos de Deus, mas eram de uma amiga minha e sim são muito bons! :D

Temos tentado aproveitar ao máximo e tem sido muito muito divertido :)